Um mundo de aventuras, aonde o céu é o começo e não o limite. Bem vindo as Origens do Neoverpower.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

3ª Crônica de Val.Handras: Destinos Reescritos.

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 5]

Vaskes

avatar
Level .3
Level .3
-----------------------------------
Rolando dado para o teste de força  (Espero não falhar nesse T.T)

-----------------------------------

Ver perfil do usuário

Genesis OP

avatar
Administração OP
Administração OP
O membro 'Vaskes' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'OverDice 6' :

Resultado :

Ver perfil do usuário

Alicia Han

avatar
Administração GM
Administração GM
Arthuria não esperava por aquele ataque. Enquanto esperava as noticias de rota por parte de Arkarina eles foram surpreendidos com a visão de uma fortaleza de ferro na encosta da montanha e agora eles eram alvos de Grifos!

- Aguentem firme, Valandill não perca o foco de vôo!

Ao ver Chrystopher perder o equilibrio, ela não pensou duas vezes, largou Valandil, saltou contraum grifo desferindo um ataque com sua nova arma e iria aproveitar para com o impacto se jogar na direção de Chrystopher para agarrar ele e usar seu prório corpo como armadura para o curadeiro.

- Chrystopher!!!


ps. 1 dado de ataque, 2 dado para agarrar Chrystopher. Vou abrir mão de defesa... apesar que em 3D&T não tem defesa pra queda kkk


_________________


Ver perfil do usuário

Genesis OP

avatar
Administração OP
Administração OP
O membro 'Alicia Han' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'OverDice 6' :

Resultado :

Ver perfil do usuário

Marinah

avatar
Level .2
Level .2
Thalia sorri, finalmente inimigos para aplicar uma boa surra. Sem pensar duas vezes sobe nas costas do dragão, ergue seu machado e assim que o Grifo se aproxima ela mugi de furia e salta contra a criatura para agarrar ela e em uma manobra de MMA cair em terra com a criatura abaixo dela como amortecedor.

- Morrraaaaaaaaaaaa.

Ela agarra bem forte as asas e corpo do bicho para não dar chance de figa da criatura!

Ver perfil do usuário

Genesis OP

avatar
Administração OP
Administração OP
O membro 'Marinah' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'OverDice 6' :

Resultado :

Ver perfil do usuário

Pem Bymy

avatar
Administração OP
Administração OP
Arkarina teria ficado encantada com a beleza rústica do lugar, se não fosse pelo repentino ataque. Mal ela teve tempo de formular sequer um pensamento. Apenas aproveitou que estava próxima ao pescoço de Valandill e fez o que pode para se agarrar nas escamas.


_________________



Adeus, chefinho. Beijos gelados, não me liga.
Ver perfil do usuário

Genesis OP

avatar
Administração OP
Administração OP
O membro 'Pem Bymy' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'OverDice 6' :

Resultado :

Ver perfil do usuário

Meister Aoro

avatar
Administração OP
Administração OP
[justify]
Arkarina Kellers

Arthuria Behemont

Christopher Rhapsody

Thalia

Valandil - Chamas do Pecador


O combate inexperado deixou o grupo bem desorganizado. Chamas do Pecador manteve o vôo a muito custo, tendo apenas Arkarina a segurar-se firme em seu pescoço. O mesmo não podia dizer dos demais. Chrystopher caia em alta velocidade, um dos Grifos mudou a rota de vôo e estava em mergulho logo atrás dele, pronto para o dilacerar no ar, quando um vulto passou mais rapido por ele e agarrou Chrystopher. Era Arthuria. A Soldado Behemont o agarrou firme, seu ataque não foi capaz de ferir o monstro, mas foi suficiente para fazer o mesmo se afastar do campo de combate. Os dois cairam com violência contra o alto de uma das torres da cidade. Chrystoper podia ouvir o som de lage, madeira e pedras se quebrando, assim como o som de armadura de partindo com ossos a estalar. seu corpo recebeu um forte impacto quando terminaram de varar dois andares diretamente e terminar contra um amontoado de sacos de grãos que ali estavam armazeados Seu braço direito havia deslocado, varios cortes por todo o corpo, hematomas e uma fratura no tornozelo.

Mas quem estav pior ali foi Arthuria, ela servira de escudo para ele em toda a queda. Havia para seu espanto e terror uma estaca de madeira varando o lado do abdomen. Havia fraturas expostas na perna direita e no braço esquerdo. Sangue jorrada do nariz, ouvido, boca e olhos. Arthuriaestava para perder a consciência com a dor, sua armadura fora estraçalhada como papel e seu corpo estava destroçado como carne moida, algo varava seu corpo e o sangue se esvaia rapidamente, mas Chrystopher estava vivo. Mas a escuridão começava a tomar sua mente e olhos. Outra que caiu com violência e dor foi Thalia. A criatura saiu na pior, a força da minotaura era sem igual e a mesma acabou tendo o pescoço quebra do na queda, mas Thalia não saiu ilesa, sofreu torções, um dos chifres quebrou e as costelas fraturaas, tinha penas laminadas por todo o corpo, inclusive uma perigosamnete cravada perto do coração.

Os Grifos já estavam prontos para atacar qundo poderosas arbalestras foram disparadas e acertaram em cheio um dos Grifos que tombou do céu trespassado por completo. Arkarina e Valadil podiam ver que a cidade não os atacavam, apenas os Grifos, era hora de descer e rapido.


Nemesis WillField


Nemesis teve seu pedido atendido e os inimigos foram abatidos, mas não antes de ele ver, horrorizado, a queda de três tripulates do Dragão. Roberta saiu correndo em direção ao tripulante que caira com o Grifo.

Roberta: - Dois cairam na torre de graão, duvido que tenham sobrevivido como aquela, mas vai lá WillField. Vá!

A Patrulheira da cidade saiu correndo em disparada. A cidade estava em alerta constante e logo um grupo de paramedicos se unem a Nemesis para o resgate dos que cairam, enquanto outros se preparavam para a descida do dragão.


[/justifiy]
[/center]

Ver perfil do usuário http://overpower.ativoforum.com

Vaskes

avatar
Level .3
Level .3
O ataque fora repentino, sua atenção estava voltada para baixo, observava a cidade mais atentamente do que os grifos, Christopher não conseguiu se segurar e acabou perdendo o controle e caindo, antes que pudesse pensar em qualquer maneira de se recuperar um Grifo voava rapidamente em sua direção, sem reação só se deu conta quando era muito tarde, Arthura havia agarrado ele e se posicionado para servir de escudo, Thalia havia pulado e atacado um dos grifos com bastante violência, ela com certeza também não sairia ilesa dali, a queda não durou muito tempo em si, mas para ele foi uma eternidade, e ainda assim durante todo o processo ele parecia apático, sem reação, o que seria dele naquele momento sem a Dama de Ferro?!


Após o impacto o garoto se levanta com dificuldade, depois de tudo o que aconteceu ele parecia ter voltado a si, então analisando rapidamente o estado geral dele e de Arthuria ele começa a tomar as decisões de forma rápida e que fosse mais eficiente possível, ele agarra um dos sacos mais pesados com a mão do braço deslocado e se levanta rapidamente com o pé que ainda estava bem puxando o peso a fim de colocar de volta o osso no lugar, a dor seria estonteante, mas nada era comparado ao que Arthuria estava passando simultaneamente, seu foc agora era ajudá-la, ele se aproxima com rapidez, agora havia uma luxação em seu braço, a dor diminuiria eventualmente.


Se voltando para a garota caída e snagrando ele analisou seu estado geral. - Isso é péssimo... E-eu... Não desista, você é forte! - Gritou para ela olhando para as fraturas. - Eu disse que não deixaria que algo assim acontecesse, você me ajudou agora, então continue me ajudando... A ajudar você. Força! - Ele pensou em menos de um segundo, rasgou a manga direita e fez um pequeno rolo e colocou atravessado na boca da guerreira. - Aguente, por favor. - falou um pouco mais baixo e ja levou as mãos para a fratura da perna direita. - Isso vai doer... Muito... - Empurrou os ossos de volta ao lugar, e rapidamente fez o mesmo com o braço esquerdo enquanto recitava algumas palavras.


- "Spiritus caeli et terrae, invocato in auxilium tua virtute, acere sicut corpus et animae meae, potestatem..."
- Uma luz branca toma conta da sala em que se encontravam, circulos magicos se formavam em luz pura como o símbolo da familia de Cristopher, o garoto procurava o que mais poderia estar ferindo Arthuria, possivelmente uma das penas afiadas do grifo, e então retirar para liberar o espaço para a cura ser mais efetiva. - "Lux dominari quis vestrae..." - Ele tinha que manter seus órgãos vitais em segurança e curar o maximo de forma mais rápida possível, fechar as artérias e unir os ossos colocados de volta ao lugar, emendar e regenerar cada tecido comprometido. - "Rhapsody Summo Curationum!!!" - Seu foco principal era Arthuria, mas a magia lhe permitia curar diversas pessoas ao mesmo tempo e à distância, aproveitando sua proximidade com a Amazona ele se curava também. Se conseguir manter a vida de Arthuria em segurança, ele cuidaria de encantar e restauras suas vestes defensivas também, ele tinha que pensar na proteção após salvá-la.

-----------------------

3MPs gastos na Cura Superior + 1MP gasto para manter a conjuração

Ver perfil do usuário

Genesis OP

avatar
Administração OP
Administração OP
O membro 'Vaskes' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'OverDice 6' :

Resultado :

Ver perfil do usuário

Alicia Han

avatar
Administração GM
Administração GM
[i]O impacto foi demais para ela e Arthuria não deixou escapar de sua boca o grito de agonia e dor. A cada impacto, a cada quebrar de ossos ela soltava gritos de dor diretamente de sua alma, mas não largou Chrystopher em momento algum, pelo contrário, agarrava ainda mais ele para o proteger. No fim do impacto um jorro de sangue saiu de sua boca, a escuridão tomava seu ser, sua mente e seu olhar, ela tentou mover sua mão mas o máximo que sentiu foi os órgãos internos em seu abdômen arderem com a intrusão de algo que lhe varava o corpo.

O lacerar de dor a fez voltar anos no passado, que lugar eras? Uma batalha... sim.. Uma batalha, seu corpo estava pesado, não se comparava com aquele momento, mas sua mente assimilou a dor daquele evento: 5 Orcs contra 1 Soldado... Contra seu pai. Ela gritando por piedade, amaldiçoando seu destino como uma Behemont, mas no fim quem saiu viva foi ela, em meio a muitos. A donzela Saguinária.

E lá estava ela sangrando. Ironia? Uma tosse escapou sem que pudesse deter, vomitando sangue e ensopando seu corpo, mas mesmo assim ela ergueu os olhos e conseguiu vislumbrar um vulto a falar algo.

- Chrys... To... pher...

Ele gritava algo, era um incentivo? Ela ergueu a mão, tentou falar mas estava engasgada em seu proprio sangue. Crhystopher colocou algo em sua boca, e logo a dor seguinte a fez morder o pano com tanta força que não seria surpresa trincar um dente, apesar que isso só a fez derramar lágrimas de dor. Não importava se fosse uma Behemont, uma arma viva para o reinado, ela ainda era humana e aquela dor letal a estava destruindo. U grito engasgado saiu dela quando ele colocou seus ossos, perna e braço, no lugar, precisava ficar consciente, a batalha ainda estava acontecendo, ela não podia deixar eles sem sua espada! Por isso, sem pensar duas vezes ela mesma agarrou a estaca que a transpassava e a puxou com força, Chrystopher estava tendo trabalho em reconstituir ela, isso lhe daria mais trabalho, mas não ficaria caida naquele momento.

- Não vou... te abandonar...

Murmura ela cuspindo o pano ensanguentado.
[/i


_________________


Ver perfil do usuário

Pem Bymy

avatar
Administração OP
Administração OP
Arkarina mal viu os companheiros caírem, tal a concentração que teve que manter para se segurar. Desesperada, não conseguia pensar em uma forma de ataque, quando percebeu que os grifos foram rapidamente abatidos pelas pessoas da cidade

Olhou em volta e tentou pensar com calma: na melhor das hipóteses, os três estariam em condições deploráveis, porém eles tinham Christopher. Se a ação de Arthuria deu certo, o curandeiro estaria em condições de se curar e cuidar um pouco dela. Restava, sozinha, Thalia. Arkarina, então, gritou e apontou na direção dela

- Valandill, desça naquela direção! Aqui ainda podemos ser alvos, temos que ajudar os outros! Rápido!!


_________________



Adeus, chefinho. Beijos gelados, não me liga.
Ver perfil do usuário

Meister Aoro

avatar
Administração OP
Administração OP

Arkarina Kellers

Arthuria Behemont

Christopher Rhapsody

Thalia

Valandil - Chamas do Pecador


Nemesis WillField


O comando de Arkarina foi imediatamente atendido e em uma queda rapida, com Chamas do Pecador rugindo furiosamente, eles desceram em direção ao local queda de Thalia. Não tardou ara encontrar a Minotaura Barbara muito bm ferida, mas ainda viva. Esta estava de pé, tendo ao lado da mesma o Grifo abatido e outros moradores e soldados a olhar para ela confusos. Assim como um soldado com um sorriso sarcástico que se destacou em emio ao grupo observador. Um soldado de cabelos longos e grisalhos, pele cinzenta e olhos negros como ébano, uma armadura de soldado negra com uma cicatriz de dragão parcialmente cobrindo sua face.

Auron Dragonface - Ex aluno da academia arcana que foi preso no primeiro dia de aula ao conjurar sem nenhum aviso, no meio da sala de aula e matando todos os companheiros de estudo, um Wyvern Abissal. E este olhava Thalia com o mesmo olhar que ele direcionara para ela quando estava sendo levado preso: um olhar assassino!

No outro lado da cidade Chrystopher conseguiu estabilizar as feridas de Arthuria e logo as vistas podia ver as feridas sendo fechadas e o perigo de morte dexar o corpo dela. Arthuria chegou a vagar seus pensamentos pela escuridão e neste vislumbre uma imagem: Chamas pela cidade e o rugir de um dragão em furia sem igual: Chamas do Pecador rugia livre de suas amarras humanas. Esta visão se foi em questão de segundos e logo ela podia olhar sem dificuldade para Chrystopher.

Logo dois guardiões chegaram.

Roberta e Nemesis chegaram ao local com uma certa demora, dois dos tripulantes do dragão estavam bem, estavam vivos apesar da queda absruda. Mas as palavras de Aragon acerca de a ajuda vir dos céus não parecia ser exatamente naquela forma, porém ali estava uma coisa incomum: Grifos laminados atacarm justamente no momento que eles chegavam.

[/justifiy]
[/center]

Ver perfil do usuário http://overpower.ativoforum.com

Yami~

avatar
Administração GM
Administração GM
*Não que Rashi fosse realmente fã de andar em grandes grupos, além do que tudo sempre ficava mais fácil, alem de ter preocupações parcialmente cortadas por ter outros olhando pelo bem do todo, viajar sozinha também era bom em seu ver, provavelmente andaria mais rápido e mais despercebida, mas realmente o tempo sozinha já estava se estendendo muito, queria logo chegar a Minoriah.
Após uma semana de viagem a pé acaba se deparando com as ruínas do que um dia foi um vilarejo, e isso provavelmente fazia muito tempo pois apenas podia ser visto ossos dos corpos dos seres que ali habitaram, fora uma vila destruída por ataque sem qualquer tipo de piedade ao observar o estado dela e disposição dos ossos.*

- Orcs...apesar da minha recente descoberta da intolerância contra elfos, ainda os vejo como inimigos naturais...é triste, mas no momento quem tem de sobreviver sou eu, deve ter algo aqui que possa usar ainda.

*Mal terminou de dizer suas palavras e sentiu um odor conhecido, talvez um dos oponentes mais perigosos em arena no passado, era tanto assustador quanto prazeroso lembrar o dia que pegou o gosto em lutar com todas as suas forças pela própria sobrevivência. Colocava toda sua atenção para o seu redor, um momento de distração poderia ser bem fatal, pois provavelmente ela era a caça, e não demorou para que o ser que ainda tinha em sua memoria ir de encontro a ela, só não lembrava dela ser realmente daquele tamanho, mas a surpresa era daquela besta estar sendo montada por um ser humanoide, pelas feições julgaria em ser orc, embora fosse mais bonito que um, e não parecia estar ali para conversar.*

- É muito bonita pra ser apenas uma orc! Assim como eu, uma mestiça. Estou apenas de passagem por aqui não procuro qualquer confusão. Me entende?

*Claro que seria muito inocente da parte de Rashi pensar que estaria segura apenas demonstrando não ser uma ameaça para a mestiça à sua frente e seu animal de estimação, estava preparada para revidar a qualquer movimento ofensivo da mesma, mas dessa vez apenas com magia, deixando a lança ainda pendurada em suas costas*

(no caso eu acho que ainda não entramos em combate, se ela avançar ai sim a Rahsi iria usar sua magia mais rapida, um ataque mágico de algum elemento)


_________________

Ver perfil do usuário

kamui

avatar
Level .3
Level .3
A rápida observação de sua companheira na batalha veio de bom grado pois não estava acostumado a lutas no céu, não com criaturas que também voam ...
A guerreira vaca teria problemas muito grandes caso algo não fosse feito para ajuda-la.
Por outro lado queria ir a forra e sentir os grifos laminados serem estrassalhados pela dor causada...
Ao aterrizar próximo onde estava a taurina resolveu que preferia fazer a muda em outro lugar, um lugar onde olhos curiosos não o vissem mudar de forma, e só então voltaria a presença Arkarina e a taurina

Ver perfil do usuário

Alicia Han

avatar
Administração GM
Administração GM
Arthuria respirou profundamente e se levantou devagar, estava salva e seu companheiro de queda livre também. Olhando para o céu notou que Valandil estava aterrissando. Devagar olhou para seu corpo atentamente, se esticou, voltou sua atenção para Chrystopher e com um certo desconforto, por não sorrir muito, deu um meio sorriso e agradeceu.

- Temso que evitar correr tantos riscos, ou não vamos durar muito...

Naquele momento apareceu dois individuous, se eram amigos ou não ela preferiu aguardar, mas sua mente tinha algo ainda mais grave.

A visão de Valandil enlouquecido queimando a cidade. Só esperava que fosse uma imaginaçao negativa, como muitas outras no fundo de sua mente e coração, que tinha surgido ali.


_________________


Ver perfil do usuário

Pem Bymy

avatar
Administração OP
Administração OP
Arkarina desceu rapidamente das costas do dragão e correu para o lado de Thalia, não prestando muita atenção aos outros logo de primeira. Estava com a mão dentro da bolsa, procurando por uma de suas poções de cura para a colega. 

Ao chegar bem perto notou a presença fria perto a olhar para a Minotaura com vontade assassina. Não levou mais que um segundo para reconhece-lo e sentir seu sangue gelar. Ela era uma novata quando Auron Dragonface fora expulso e preso. O que ele fazia ali? Por que estava solto ali, ainda mais com aquele uniforme? 

A conjuradora encarava-o com seriedade e uma certa repulsa no olhar, mas o desviou rapidamente e voltou a atenção para Thalia, estendendo o braço com uma poção

- Como você está? Tome, vai ficar melhor!


_________________



Adeus, chefinho. Beijos gelados, não me liga.
Ver perfil do usuário

Vaskes

avatar
Level .3
Level .3
Christopher se recostou, encheu os pulmões de ar e soltou bem devagar, Arthuria estava fora de perigo, por hora, assim como ele, ja se sentia melhor.
Ele se levanta e oberva a garota reagindo, após ouvir sua observação com um sorriso ele ri de volta, talvez pela situação, talvez por estar se conectando com seus novos companheiros, ele ja se sentia mais a vontade, mesmo em uma situação de crise.


- Eu te disse que eu estarei sempre aqui para garantir que você não morra.
- o garoto fala isso com um sorriso no rosto - Só não pensei que teria que intervir em tão pouco tempo... São mesmo tempos bem loucos. - Ele olha para cima a fim de tentar conseguir ver Valandil, sem sucesso. - Temos que nos reagrupar, ainda pode ser muito perigoso por aqui.

Logo algumas pessoas adentram o local, ele não sabe se eram amigos ou não, ao ver a guerreira em silêncio, optou pelo mesmo caminho, eles eventualmente descovririam.

Ver perfil do usuário

Alicia Han

avatar
Administração GM
Administração GM
- Sim, são tempos loucos, afinal de contas quem em sã sanidade voaria para as montanhas selvagens em um dragão?

Arthuria se levantou e ficou ao lado dele, voltando sua atenção aos que ali chegaram.

- Meu nome é Arthuria Behemont, do Exército de Minoriah, em jornada liderada por Arkarina a Feiticeira dos Asas Douradas, sinto muitos pela forma de nossa chegada, poderia nos levar ao responsável pela defesa deste lugar e ao encontro de nossos amigos?


_________________


Ver perfil do usuário

Meister Aoro

avatar
Administração OP
Administração OP
[i]Subterrâneo de Jothurgard - Reino dos Anões.

As galerias em chamas nada eram diante do caos, que varia todo o lugar em constante desmoronamento, que aquele monstro causava. A sua fúria era ouvida em seu rugir enlouquecedor, o som das enormes correntes a ranger como se fossem partir era algo amedrontador, mas os inúmeros anões guardiões lutavam com todas as forças para conter aquela praga. Seu imenso corpo reptiliano coberto por bronze negro, asas gigantescas, literalmente colossais, totalmente perfuradas e pregadas no solo, pareciam prestes a se erguer em vôo e o rugido que protava daquela enorme boca, dentada com presas de ferro venenoso, era a visão do inferno feita em ferro e fogo.

- Detenham os parasitas do leste! Não dexem aqueles subir ao teto!, Fulminem os que comem as correntes!

As ordens do general da guarda eram absolutas, anões preparados belicamente atacavam sem dó nem piedade, mas não ao imenso ser, sem temer a morte a muito tempo já esquecida. As parasitas eram enormes, lembravam aranhas, mas feitas de ferro fundido e movidas a óleo fervente. Mas logo um som fez todos calarem chocados.

Uma corrente arrebentou e as asas se levantaram, jogando para cima deles uma chuva de pragas mecânicas demoniacas.





Arkarina Kellers

Arthuria Behemont

Christopher Rhapsody

Thalia

Valandil - Chamas do Pecador


Nemesis WillField



O grupo havia sido resgatado, havia se passado quase 2 horas desde que haviam chegado na fortaleza, e as feridas de todos já haviam sido tratadas pelos acólitos da pequena igreja que ali existia. O lugar em que se encontravam naquele momento era justamente esta igreja.

A Igreja de First Thorn foi fundada por um humano religioso na crença dos grandes deuses elementais. Muitos anões se tornaram Paladinos nesta igreja para lutar contra as hordas malignas que infestavam as galerias anãs desde que o reino norte caíra. Mas o tema histórico não era o foco naquele momento.

Arkarina tinha um assunto muito tenebroso a ser resolvido, mas naquele momento estava impedida graças aquela reunião. Ao seu lado estava Chrystopher e Arthuria, um pouco de lado estava Valandill. Diante deles estavam Roberta e Nemesis, os dois patrulheiros da cidade, ou assim parecia.

A sala em que estavam era grande, com uma estante repleta de tomos, livros e pergaminhos, haviam duas janelas que lhes proporcionavam vista para a cidade e também para o nascer do dia e não era possível ver o por do sol naquela sala. O tento era alto e haviam gravuras no teto já a muito desgastado e agora eram de difícil compreensão no estado que estavam. A mesa era de mogno com detalhes em mármore, mais uma obra dos artesões anões para os humanos. Nestas duas horas Roberta havia fornecido comida e bebida para eles, tinha também explicado a situação da cidadela: Constantemente, dia após dia, os Orcs apareciam aos montes atacando a entrada da fortaleza como que cojurados por magia e buscavam a todas a formas invadir a cidade para terem acesso a uma importante e valiosa entrada: A Porta de Vault, passagem para o labirinto do Dragão e também acesso para a primeira cidade anã subterrânea: Ravnica.

Roberta - E isto é tudo, por hora temos estes problemas: Terremotos constantes, Orcs estranhamente estratégicos atacando dia e noite nos dando trabalho e pra variar uma profecia que dizia que a ajuda viria na forma como vocês chegaram: um Dragão para combater outro Dragão.

Naquele estante um velho entrou no lugar, estava palido, com olheiras e meio amarrotado nas vestes, mas se sentou diante deles e abriu um livro.

- Olá visitantes, meu nome é Eregon - Joia dos Dragões de Prata. Um nome e tanto para um velho escrivão não acham? Meus dois Patrulheiros já devem ter explicado o que ocorre, mas gostara de ouvir de vocês o que ocorre com o mundo?

[/justifiy]
[/center]

Ver perfil do usuário http://overpower.ativoforum.com

Marinah

avatar
Level .2
Level .2
Thalia sorri para os companheiros, ela foi resgatada e curada pelo amigo e agora estavam em uma espécie de reunião. Ela adorava Orcs, principalmente quando seu machado partia a cabeça deles. Ela sorri e da uns pulinhos, exibindo sua nova decoração: a cabeça do Grifo decaptada e colocada e seu ombro como uma ombreira bem cruel e bizarra.

- Thalia entender que mais monstros precisam ser chutados na bunda, depois de decaptados...

Um velho entrou e se apresentou. o que a deixou desanimada, pois esperava um cara musculoso como lider daquele lugar para poder desafiar.

Ver perfil do usuário

Shirou

avatar
Level .2
Level .2
Nemesis ficou com uma ruga de raiva na cabeça e logo perdeu a paciência. Ele odiava este negócio de ficar sondando em uma coisa que era clara e objetiva.

- Eu sou Nemesis e fui notificado da existência de vocês por meu contato, ele disse que a ajuda viria do céu e vocês chegaram nem na hora do ataque dos Grifos Lâminas, não sei se ele tem o dom da visão, ou coisa parecida, por isso vamos direto ao assunto. O que fazem aqui?

Ele cruza os braços e aguarda as respostas dos estranhos aventureiros. Ou nem tão estranhos assim, uma vez que ali estava a famosa e sanguinária Arthuria Behemont - A donzela de Ferro.

Ver perfil do usuário

Alicia Han

avatar
Administração GM
Administração GM
Arthuria aguardou em silêncio mas, vendo a pergunta do guardião daquele lugar, ac hou por bem tomar a iniciativa, embora a lider do grupo estivesse ai.

- Eu sou Arthuria Behemont, está certo de fazer tais perguntas.

Ela se aproxima do velho, ficando na frente da mesa dele.

- A algum tempo atrás a Black Rampage foi descoberta e com esta consequencia uma caçada para encontrar e dar fim a esta arma maligna se revelou um fracasso. Não obstante foi descoberto recentemente que um asa dourada, Shion, deixou uma missão para um nvo grupo de aventureiros e sua atual discipula: Arkarina Kellers.

Ela olha para a lider e companheira de batalha e volta a falar.

- Pandora - A deusa da noite, está tentando retornar a este mundo com a ajuda dos 7 pecados capitais. Nós demos fim no pecado da Gula, mas ainda estão livres os Pecados da Preguiça, Luxúria e Ganância... Ainda não encontramos os demais pecados e uma pista deixada para nós dizia para vir até aqui encontrar o Imortal que esta preso.


_________________


Ver perfil do usuário

Meister Aoro

avatar
Administração OP
Administração OP

Rashi


Foi uma jornada longa.

Rashi podia finalmente ter o vislumbre da grande cidade de Minoriah. Foi uma jornada longa e dificil, com encontros desagradáveis pelo caminho. O encontro com a criança meio-orc, montada na fera mais temida das arenas de batalha a qual ela lutara, foi o principio dos problemas.

Seu contato com a criança foi inusitado. A mesma desapareceu de suas vistas durante dias até reaparecer quase 2 semanas depois seguindo seus passos, acompanhada pela fera. Depois de uma nova tentativa, também tendo o sumiço da criança executado mais uma vez, Rashi foi encontrar ela no seu ultimo acampamento. Isso foi a quatro dias atrás e a criança estava sozinha, sem a presença da besta perigosa.

- Sua ira destruirá o lugar que chama de lar...

A criança havia finalmente falado com ela, para só então desaparecer mais uma vez. Agora estava ali, diante da estrada que a levaria a capital e que em breve teria diante de sí o imenso coliseu. Um arrepio em sua coluna se fez sentir, ao ouvir os gritos da multidão. Estava tendo um evento no lugar.

As coisas haviam mudado, o coliseu havia sido aumentado e agora tinha detalhes de grandes guerreiros em cada canto do imenso salão de entrada. O piso que antes era rustico, agora era de marmore e até tinham vendedores em vários cantos, negociando produtos em nome dos heróis que lutavam naquele dia. E para a surpresa da Rashi não havia nenhuma estatua em seu nome. Após uma boa caminhada, aonde descobriu que muita coisa tinha até mesmo mudado de lugar, ela chega a uma intercessão da arena, aonde podia ver o que ocorria, e com surpresa viu algo incomum.

Eram 4 gladiadores, armados com lanças e escudos, atacando um imenso leopardo. Mas não um leopardo qualquer. Este era quatro vezes maior, com pele negra e lustrosa como cristal, longas presas negras e garras feitas de diamante. Era um Leopardo do Abismo. Uma das monstruosidades mais horripilantes das terras do norte e de forma descuidada estava ali na arena!

A platéia comemorava aos brandos os ataques be sucedidos dos gladiadores, mas sua atenção foi voltada para aquele a quem ela devia o encontro. E ao lado dele estava, para seu terror, a vampira que eles haviam matado a dias atrás!

Ver perfil do usuário http://overpower.ativoforum.com

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 5]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum